Páginas

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Três dias de novembro.

Por você o inicio,
De toda felicidade da minha vida,
Do amor que devoto,
Por todos os anos de espera...

Por você Andressa,
De todo amor do mundo,
Em todas as formas de expressão,
Você veio tão simples...

Fez de mim melhor,
A parte mais bela de mim,
Onde eu sempre procurei,
Me vi em teu sorriso...

Sou tão grato que não sei dizer,
Saiba que te amo,
E sem você não sei viver,
Me de as mãos e vamos percorrer o mundo...

Que seja agora, de hoje, de sempre,
Seja infinito, atemporal,
Que seja nós, por nós, em nós,
Seja até o fim...





terça-feira, 7 de novembro de 2017

Me ame hoje como se fosse a primeira vez,
Me deseje agora como se nunca mais,
Fite o horizonte pela janela do teu coração,
Repouse comigo no balanço da rede,
Caminhemos pelo nosso jardim florido,
Vivamos, eternamente sejamos,
Por nós!

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Vida!

Previamente combinado,
Nunca nada esperado,
Cada nota um novo verso,
E tudo as vezes assim,
Meio desconexo...

Você erra tanto,
Entretanto descobre,
Que a beleza não poe mesa,
E a alegria pode estar num simples olhar...

Começa a notar a brisa suave,
Se encantar com aquela musica,
Que te prende, te marca, entorpece,
E o coração perde o compasso...

Se livra dos firmamentos,
De todas as junções possíveis,
Se torna livre, como um pássaro,
E não se conforma mais em não voar...

Percebe que o melhor remédio se chama tempo,
Começa a ver uma  beleza oculta,
E se apaixona perdidamente por ela,
Começa a entender o que é essencial...

O relógio da vida não existe,
Cada segundo é como nunca mais,
E a gente se entrega, intrinsecamente,
Como se não pudesse voltar...

E a vida vai tomando forma,
O desprendimento vai sendo natural,
E a alegria e gratidão se torna diária...

E o amor?

Ah...

(Pausa do poeta)

O amor é fonte de água viva que não cessa,
Que não me canso de querer me afogar,
Pra todo dia que começar, eu terminar morrendo,
E renascendo, na minha poesia (vida), de saudade!




segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Primeiro capitulo!

O inicio de uma trama, 
Dois personagens principais,
Todo o enredo não revelado,
E a história que se inicia...

Em cada novo encontro, sorrisos,
Nada nunca é igual,
E esse sentimento que me consome,
Não se cansa de me ganhar...

O amor permeia, 
Nesta ciranda, ele prossegue sem medo,
Com uma saudade que não cabe,
E a alegria de um amor tranquilo...

Eu te amo tanto, que não sei nem onde,
Nem quando, nem enquanto, 
Entretanto, eu te reencontrei,
Te guardei, e te quero, do fundo do meu coração...

Este texto é de um poeta apaixonado,
Que observa o tempo, e agradece à vida,
Por ela ter tido compaixão,
E ter me dado, a melhor parte de mim! 

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Depois de você!

Do mais improvável à certeza,
Da noite menos normal à mais magica,
Do tempo que vive repetindo na minha memoria,
Da saudade que não cessa, que não quer ir embora...

O amor que chegou tão de repente,
Na forma mais louca e controversa possível,
Da surpresa mais gostosa que a vida poderia me dar,
O presente que esperei desde criança...

Daquelas historias que eu via em filme,
Que pensava ''nossa quero um dia viver isso'',
E este dia chegou, com ela, que me trouxe de volta,
Que me colocou no caminho, que me trouxe alegria...

Com ela o meu fardo é leve,
A conversa é infinita, como se o relógio tivesse parado,
E as risadas, repletas de sentimentos e sensações,
Dessa loucura gostosa que somos, por ser ''diferentes''...

Você chegou, finalmente te encontrei,
Tantos anos te esperando, uma vida inteira lutando,
Me tornando uma pessoa melhor,
Como se eu soubesse da sua existência...

Ah, sonhei tanto com você e ainda nem te conhecia,
Desejei tanto ter o que temos, que hoje é até dificil acreditar,
Para você a minha mais sincera poesia,
À você todo o (meu) amor do mundo!

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Do fim, ao começo.

Flores espalhadas pelo campo,
O cheiro de saudade paira no ar,
Aquele perfume seu antigo,
No horizonte fito nunca mais...

Sensações que já senti tanto,
Que teimam em não ir embora,
E aquele sentimento prevalece,
Sempre me cercando à você...

Essa que ainda não toquei,
Que ainda não vi sorrir,
De uma saudade de saudade,
Do que ainda não vivi...

Uma reprodução quase teatral,
Cenas da minha vida que virá,
Onde somente eu e você
Somos os atores principais...

Como a nota de uma musica,
Sou você em sua doçura,
Tentando nestas entre linhas,
Saber mais de você...

Afinal, onde você está?

Estou aqui a te procurar,
Mande apenas um sinal,
Que abro a porta do meu coração,
E da minha vida, fará sua pousada...

Eternamente.


quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Sou de você antes de mim mesmo,
Sou dos teus abraços e afagos,
Sou das tuas noites fritas,
Sou a solução da tua tristeza,
Sou o verso do que falta na sua poesia,
Sou de você todo o sonho do mundo,
Sou teu em toda escrita e saudade,
Sou de ontem e viverei pela eternidade,
Somos de um tempo que não existe mais,
Sou de você até onde não saber mais,
Somos a essência do amor em nós,
Sou tem em cada segundo sozinho,
Sou teu nos meus devaneios,
Somos um universo de sensações,
Somos de tudo que pudermos,
Seremos sempre, nós, em nós!