Páginas

sábado, 23 de abril de 2016

Você.

Minha fonte de inspiração,
Linda paisagem do poeta,
Que transcende a alma,
Reflexo do melhor de mim,

A união de todos os encontros,
E de tantos desencontros,
Reencontrei você,
Trazendo paz ao meu coração,

Eu não sei nem como dizer,
Só sei o que não mais querer,
E com certeza pode saber,
Que hoje e sempre só quero você,

Minha amiga, amada, companheira,
Mulher minha que devoto meu amor total,
De noites infinitas de saudades,
À eternidade, de um mundo,

De só nós dois.

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Reinventar.

Seguir buscando direções,
Ouvir uma voz, meio a multidão,
Livrar-se de súbitos delírios,
Ocasionalmente nos piores momentos,

Dar sentido à razão de tudo,
Para que eu possa em um novo mundo,
Cruzar fronteiras sem medo,
Enfrentar todas as dores causadas,

Fito o meu infinito particular,
Ânsia de novidades não remotas,
Uma revolução de sentimentos,
Onde ando sob a onda do meu tempo,

Uma unica maneira de se viver,
Tentando sempre subverter a lógica,
Rompendo com as estruturas casuais,
Renascendo a cada dia.

sábado, 16 de abril de 2016

Um novo amanhã.

Perdido no meu tempo,
Entravado por lembranças,
Um novo recomeço,
Vento que sopra de novo horizonte...

Me refaço, reconstruo,
Recolho de mim a melhor parte,
Aprendo com meus monstros,
Que é sempre possível...

Um ponto final,
O fim, embora não novo,
Seja tão dolorido,
Broto novas possibilidades...

Inicio de um caminho,
Que já trilhei tanto,
Embora saiba entanto,
Que não sei ser só...

Em...fim!