Páginas

terça-feira, 25 de abril de 2017

Tres meses de saudade.

É triste e eu devo admitir
Percorri longas distâncias neste tempo,
Mas ainda sinto tanto a sua falta...


Queria só voltar no tempo,
Fazer ser tudo diferente,
E esquecer daquele dia...


Aquele sete de fevereiro,
Não me sai da memoria,
E de tanto tentar esquecer...


Tenho quase morrido de saudade.

terça-feira, 18 de abril de 2017

A vida pela janela dos meus olhos.

Através dos meus olhos,
Veja escancarada a janela,
Que leva direto a minha alma...

Que grita, onde a voz ecoa,
Onde o tempo não existe,
Um lugar onde só mora a saudade...

De um jardim florido,
Rosas cobrindo a planície,
E o coração cheio de sensações...

De longe sempre algum som,
Musicas me embalam na alvorada,
Que faz de mim, mais sonhos que poeta...

Dos meus olhos, 
Uma vida sem fim,
Onde eu me permito sempre, amar...

E pelos meus olhos,
Vejo parte do que um dia,
Serei completo!